Seminaristas desenvolvem ação missionária 2022 na Diocese de Ilhéus (BA)

Com o objetivo de testemunhar a Jesus Cristo, 42 seminaristas do Seminário São João Maria Vianney, deram início, no dia 24, a mais uma ação missionária, desta vez no território da Diocese de Ilhéus, na Bahia. A atividade, que possibilita aos jovens uma experiência de encontro, partilha e evangelização, segue até 31 de julho, à luz do tema do Sínodo “Comunhão, Participação e Missão” e do lema “Sereis minhas testemunhas” (At 1, 18).

“Mais do que nunca, a Igreja precisa de discípulos-missionários, pessoas que estejam dispostas a contribuírem com a missão de Jesus Cristo. Se isso faz parte da natureza da Igreja, como não ser incorporado na formação dos futuros pastores? Nós, que estamos neste processo de formação para o sacerdócio, precisamos ter isto bem fixado em nossa forma de proceder. É um exercício de saída que somos convidados a fazer, como na figura do Cristo Bom Pastor: sair de si, do nosso redil para estar perto de quem precisa”, afirma o seminarista Leonardo Furtado, um dos responsáveis pela organização da ação missionária 2022.

Para que esta atividade fosse possível, a preparação teve início há quase três meses, e envolveu o Conselho Missionário de Seminaristas (COMISE) e a formação do Seminário, em diálogo com o Conselho Missionário Diocesano (COMIDI) da Diocese de Ilhéus e os párocos das paróquias missionadas: Nossa Senhora da Assunção e Nossa Senhora das Dores, localizadas em Camamu e Igrapiúna, respectivamente. É importante ressaltar que os jovens estão sendo acompanhados pelo bispo de Ilhéus, Dom Giovanni Crippa, IMC, e pelo formador do seminário, padre Ailan Simões. Além da missão desenvolvida no território urbano, este ano os seminaristas podem experienciar a evangelização nas comunidades ribeirinhas.

 

Comentário do facebook